| Página Inicial | O Site | Estatística | Contato Sexta, 15 de Dezembro de 2017
 
Menu
Cidade
Cultura
Educação
Esporte
Gastronomia
Geral
Nacional
Saúde
Segurança
Trãnsito
Transporte
 
 
Notícias > Cidade Inserida em 13/04/2017 - 10:26:45
Compartilhe Facebook
Ex-prefeito e dois ex-vereadores de Limeira são citados na lista de Fachin
Os três políticos teriam recebido da Odebrecht recursos de maneira irregular na campanha de 2012.
 
Wesley Justino/ EPTV
O ex- prefeito de Limeira, Paulo Hadich
 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin encaminhou o nomes do ex-prefeito de Limeira (SP) Paulo Hadich (PSB) e dos ex-vereadores Eliseu Daniel (PSDB) e Lusenrique Quintal para que sejam investigados em outras instâncias. O inquérito é baseado nas delações de executivos da Odebrecht na Operação Lava-Jato.

 

Hadich, Eliseu Daniel e Lusenrique Quintal concorreram ao cargo de prefeito de Limeira na eleição de 2012 e são suspeitos de receber recursos indevidos da construtora. Eles não têm o foro privilegiado e por isso não precisam de autorização do STF para serem investigados e julgados.

 

Serão os tribunais, para os quais os processos deles foram enviados, que decidirão se as citações merecem ser investigadas, juntadas a alguma investigação já em curso ou, simplesmente, arquivadas por falta de provas.

 

Em conversa com o G1, o ex-prefeito disse que não recebeu nem por via legal ou ilegal qualquer recurso da Odebrecht e que não conheçe e nunca conversou com o delator que cita o seu nome.

Hadich garante que a relação com construtora se restringe ao papel dele como vereador de oposição, quando fiscalizava o trabalho da empresa na cidade e como prefeito, que fiscalizava, indiretamente, a execução do contrato.

 

Ele ainda diz que as acusações do delator não tem qualquer fundamento fático e salienta que todos os recursos recebidos em campanha foram contabilizados.

 

Já o empresário e ex-vereador Lusenrique Quintal disse ao G1 que não conhece ninguém da Odebrecht, nunca esteve na empresa em São Paulo e nem sabe onde é.

 

Quintal disse que acha estranho essa citação do nome dele, porque durante a campanha o registro de candidatura dele foi cassado e não teria motivo nenhum para receber dinheiro da construtora. E que irá procurar ter acesso ao despacho do minsitro Fachin para entender melhor as acusações.

 

O advogado e ex-vereador Eliseu Daniel negou ter recebido qualquer qualquer recurso da Odebrecht durante a campanha e afirmou que todas suas contas foram aprovadas.

 

 
Fonte: Portal G1
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 


Copyright © 2003 - 2017 - Limeira Online - O Site da Cidade!!! - Todos os direitos reservados - All rights reserved

 

Desenvolvimento