| Página Inicial | O Site | Estatística | Contato Quinta, 27 de Abril de 2017
 
Menu
Cidade
Cultura
Educação
Esporte
Gastronomia
Geral
Nacional
Saúde
Segurança
Trãnsito
Transporte
 
 
Notícias > Saúde Inserida em 30/06/2016 - 13:37:44
Compartilhe Facebook
Limeira registra mais duas mortes por gripe H1N1 e investiga 56 casos
De acordo com a Vigilância Epidemiológica, foi o sétimo óbito pela doença. Vítimas foram dois idosos que estavam internados em hospitais da cidade.
 
Google
 

A Prefeitura de Limeira (SP) registrou mais duas mortes causadas por gripe H1N1 no município. De acordo com a Vigilância Epidemiológica, as vítimas foram dois idosos, de 62 e 73 anos, que estavam internados na Santa Casa e no Hospital Medical, respectivamente, e morreram em maio. A confirmação foi feita pelos laudos do Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, na quarta-feira (29). Foi o sétimo óbito pela doença na cidade.

O município tem ainda outras 22 pessoas confirmadas com gripe H1N1, de acordo com a Secretaria de Saúde. Existem ainda outros 56 casos e três mortes suspeitas que aguardam resultados de exames, informou a Vigilância, além de 35 pacientes em que a doença foi descartada.

Das outras cinco vítimas do H1N1 que já haviam sido confirmadas pela Prefeitura, quatro eram homens com idades entre 46 e 61 anos. Três deles apresentavam, segundo a Secretaria de Saúde, condições de comorbidade, como obesidade, cardiopatia e diabetes, hipertensão e doença pulmonar crônica. Outra vítima da H1N1 em Limeira foi uma mulher de 63 anos. Os cinco pacientes estavam internados em hospitais do município como Humanitária, Medical e Santa Casa.

Os óbitos também foram confirmados pelo Instituto Adolfo Lutz. A primeira morte causada pela doença no município foi confirmada no dia 30 de abril. A vítima foi um homem de 57 anos, que apresentava problemas cardíacos e não havia sido vacinado contra a gripe em 2015.

Santa Bárbara
A Secretaria de Saúde de Santa Bárbara d’Oeste (SP) confirmou, no dia 22 de junho, a segunda morte por gripe H1N1 no município neste ano. A vítima é uma mulher de 59 anos, que morreu no dia 9 de abril. De acordo com a administração municipal, ela tinha convênio e estava internada no Hospital São Lucas, em Americana (SP).

Piracicaba
Já em Piracicaba (SP), a Vigilância Epidemiológica, confirmou a primeira morte pela doença na cidade no dia 19 de maio. O resultado foi enviado pelo Instituto Adolfo Lutz. A paciente, uma mulher entre 50 e 59 anos, morava na região central da cidade e também morreu em abril. O caso é um de outros 14 laudos investigados que tiveram resultado positivo para a doença, segundo a Secretaria Municipal de Saúde.

 

 

 
Fonte: Portal G1
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 


Copyright © 2003 - 2017 - Limeira Online - O Site da Cidade!!! - Todos os direitos reservados - All rights reserved

 

Desenvolvimento